Como incorporar o arquivo ads.txt no seu site?

Conforme vem acontecendo com alguns usuários, ainda esta valendo a utilização do arquivo ads.txt. No passado por iniciativa da IAB TechLab (Interactive Advertising Bureau) junto com o Google, assim como foi realizado em outros países, estabeleceram uma norma a fim de declarar quem está autorizado ou não à vender através de anúncios em cada site.

Em pesquisa realizada pelo IAB Brasil no início de 2018, com todos seus Publishers associados, concluiu que apenas 57% já têm o arquivo ads.txt instalado. Sem este item, o Publisher pode ter sua receita prejudicada caso sua audiência seja comercializada sem autorização.

Essa medida foi realizada e vem sendo observada à cerca de 2 anos, a fim de normatizar e inibir falsos revendedores. Apesar de frequente, o google vem enviando alertas através do AdSense, como na imagem abaixo:

Por quê incorporar o arquivo ads.txt

E mesmo assim muitos não sabem como lidar com isso, mesmo nunca terem incorporado o arquivo ads.txt em seu website.

Por que tenho que incorporar o arquivo ads.txt em meu site?

O uso deste arquivo serve para tornar a relação entre anunciantes e revendedores mais transparente e segura, é um dos padrões de boas práticas do Google, se tornando importante para a verificação de qual revendedor está autorizado ou não a usar publicidade programática no espaço do seu website.

É um método simples, basta guardar um arquivo chamado vendedores digitais autorizados, ou simplesmente ads.txt.

Os sites que não se adequarem podem ter redução da receita no AdSense e como é dito pelo próprio google:

“Declaração de vendedores com autorização pode auxiliar você a receber valores de anunciantes que teriam sido destinados a inventários falsificados”.

Google Ads

Criando o arquivo ads.txt

A criação é bem simples, abra seu bloco de notas ou qualquer editor de texto e crie um arquivo com o nome ads.txt, em seguida entre vírgulas digite os dados nesse formato:

<domínio>, <ID>, <Tipo>

<domínio> – O nome de domínio do sistema de publicidade que você utiliza, no caso do google, use google.com. Se utilizar outro sistema de ads vale consultar qual o domínio que eles disponibilizam.

<ID> – Serpa digitado o ID da sua conta de anúncios. No caso do google estará nesse formato “pub-0000000000000000”.

<Tipo> – O tipo de relacionamento da revenda ou do anuncio, existem uma serie de parâmetros distintos nesse campo, mas os mais utilizados é DIRECT ou RESELLER.

  • DIRECT é adicionado quando o editor (proprietário do conteúdo) controla diretamente a conta indicada (utilizado pela maioria dos blogers ou editores de sites).
  • RESELLER é quando o editor autorizou outro meio a controlar a sua conta exibida no campo anterior a revender espaços para anúncios por meio do sistema do <domínio> mencionado acima. Editores do Google que não controlam diretamente a conta indicada no ID.

Existe um quarto parâmetro que é opcional, utilizando o ID de autoridade da certificação,que é um ID que identifica o sistema de publicidade dentro de uma autoridade de certificação.

O conteúdo deve ter os 3 blocos obrigatoriamente, caso existir mais de um vendedor autorizado, você deve incluir mais uma linha separada no arquivo. O conteúdo do arquivo ficará dessa forma no exemplo abaixo:

google.com, pub-0000000000000000, DIRECT

O código acima é um exemplo customizado para o Google AdSense, mas no caso de revenda, utilize o RESELLER no lugar do DIRECT.

Subindo para o seu website

Arquivo pronto e salvo agora basta subir o arquivo ads.txt para o root da sua hospedagem, ou direto para o public_html caso usar VPS. Seu domínio ficará dessa forma:

https://dominio.com.br/ads.txt

Agora basta aguardar o google, entre 2 a 7 dias para reconhecer a modificação, espero que seus ganhos passam a aumentar após essas modificações.

Tem mais algumas idéias? Funcionou pra você? Deixe nos comentários.

É empreendedor digital, trabalha com tecnologia web, design gráfico, desenvolvimento web e marketing digital

5 COMENTÁRIOS

  1. Edu, muito bom o tutorial. Ficaram 2 duvidas: no bloco de nota deve ter os “” ou não? Outra: como subir o arquivo para o root (nem sei o que é isso) ou para o public (também não sei o que é isso)?

    • olá, bom obrigado. Vamos lá, Primeiro: não utilize <> nem “” no arquivo .txt, o conteúdo deve ficar no formato google.com, pub-0000000000000000, DIRECT como falei ali encima. Segundo: o root é a pasta raiz, a pasta principal do seu site, onde estão os arquivos index ou default. Você deve enviar via FTP, procure no painel de controle da sua hospedagem sobre algum gerenciador de arquivos ou webftp, se não souber terá que usar um software para enviar o arquivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui